Seios após amamentação - Dr. Ricardo Gozzano
X
X
Cirurgia na Adolescência
11 de novembro de 2019
Voltar para o Blog

Seios após amamentação

Um dos maiores medos das mulheres com relação a amamentação é a flacidez nos seios. O corpo feminino passa por transformações significativas durante a gestação e também após o parto, e as marcas dessas mudanças no corpo, acabam ficando como herança da gestação. Vamos entender um pouco mais com essas alterações acontecem:

Por conta de uma ação hormonal, a mama começa a se modificar já na gravidez, aumenta de tamanho, a aréola fica mais espessa e muda de coloração.

Nas primeiras 48 horas depois do parto, com a descida do leite, a mama aumenta mais um pouco o seu volume. E esse peso e tamanho adicional potencializa ainda mais a lei gravidade, e como a pele tem elasticidade acaba acompanhando o aumento das mamas.

E ainda existem mudanças drásticas depois da amamentação: atrofia de glândula mamária, que causa perda de volume; distensão da pele e flacidez residual ou perda da sustentação da mama.  Ainda podem ocorrer alterações secundárias como estrias ou assimetria, ou seja, uma mama ficar de tamanho diferente da outra.

Mas, não é certeza que isso acontecerá com todas as mulheres, porque depende de alguns fatores como: as particularidades do corpo de cada uma, da estrutura de colágeno e elastina, etnia e também do tipo de pele e do peso.

Mas se isso acontecer com você, não tenha medo! Existem dois procedimentos cirúrgicos que vão resolver esse problema. 

Mastopexia: é uma cirurgia que reposiciona a aréola e tecido mamário, removendo excessos de pele e comprimindo o tecido restante para dar um novo contorno para os seios.

Mamoplastia: é uma cirurgia de aumento de mama, utiliza próteses de silicone para dar volume e melhor forma aos seios ou restaurar o volume mamário perdido após perda de peso ou gravidez.

Então não se preocupe, aproveite cada instante desta fase mágica da sua vida e do seu bebê. É importante lembrar, que o procedimento nas mamas devem respeitar um período de até 6 meses após o término da amamentação. Quer saber mais? Clique aqui para saber mais sobre Mastopexia ou Clique aqui para saber mais sobre Mamoplastia.