Explante mamário: O que você precisa saber - Dr. Ricardo Gozzano
X
X

Colocar silicone é o sonho de muitas mulheres. Mas, em contrapartida, algumas têm o desejo de fazer justamente o contrário e retirar a prótese. Essa cirurgia recebe o nome de explante mamário. Neste artigo, vou falar mais sobre esse procedimento.

Para quem é indicado

O explante mamário é indicado em algumas situações, como:

  • Doenças relacionadas ao explante de silicone

A Síndrome SIA apresenta sinais de doenças autoimunes que aparecem logo após a colocação do implante. A situação é mais comum para quem já tem predisposição genética para doenças inflamatórias ou autoimunes. Outros casos podem ocorrer após a colocação do silicone. 

Geralmente, a remoção da prótese já resolve os problemas.

  • Contratura capsular

A contratura capsular ocorre quando há uma reação do organismo, que cria uma cápsula mais espessa para isolar o material sintético identificado pelas células, formando uma membrana rígida e fibrosa ao redor do implante. Sendo assim, esta é a famosa “rejeição à prótese”

Os principais sinais são dores e desconfortos, e alteração no formato e enrijecimento dos seios. Neste caso, retiramos a prótese e substituímos por uma nova. 

  • Ruptura da prótese

A ruptura pode ou não apresentar sintomas. Sendo assim, o acompanhamento médico regular é fundamental. Neste caso, o explante é obrigatório e, em seguida, pode-se colocar uma nova prótese.

  • Estética

Muitas vezes o explante pode ser feito por questões estéticas. Com isso, há quem decida fazer a remoção, por exemplo, por buscar uma maior aceitação com o corpo de forma natural ou por querer diminuir o peso dos seios.

Como é a cirurgia

Geralmente, para a cirurgia de explante mamário, usa-se a mesma incisão feita para a colocação da prótese. Dessa maneira, a paciente não fica com novas cicatrizes. 

Vale lembrar que quando o implante é retirado e não substituído, pode haver algum grau de flacidez nas mamas.

Pós-operatório

A paciente pode optar ou não por corrigir o grau de flacidez que fica após o explante ou ainda colocar uma nova prótese.

Caso opte por não colocar um novo implante, há ainda a opção de enxertia de gordura na região das mamas para melhorar o volume e formato dos seios. Sendo assim, o pós-operatório vai depender muito de como será realizado o explante de silicone. Por isso, é fundamental que a paciente siga rigorosamente as recomendações médicas. 

Sempre converse com um cirurgião plástico de sua confiança para que, juntos, possam encontrar o melhor caminho a ser seguido no seu caso. Se você quer saber mais, clique aqui para ser direcionado para o meu WhatsApp

Leia mais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.